quinta-feira, março 18, 2010

CNI/IBOPE: AVALIAÇÃO DO GOVERNO LULA BATE RECORDE E DILMA CRESCE 13 PONTOS



A avaliação positiva do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva cresceu em março deste ano e bateu seu recorde, segundo pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quarta-feira (17).

O governo Lula foi avaliado de forma positiva por 75% dos brasileiros, contra 72% que manifestaram a mesma posição em novembro de 2009. Outros 19% avaliaram o governo Lula como regular, e 5% como ruim ou péssimo.

A aprovação pessoal do presidente Lula se manteve estável em 83%. Este mês, 13% disseram desaprovar o governo Lula, e 4% não sabem ou não quiserem responder.

Na comparação entre o primeiro e o segundo mandatos do presidente, 49% consideram que o segundo é melhor que o anterior. Outros 40% consideram igual, e 9% dizem que o segundo é pior que o primeiro.

Crescimento de Dilma

A pesquisa CNI/Ibope confirma também o crescimento da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) na disputa pela Presidência da República. Pela pesquisa, Dilma praticamente encostou no governador de São Paulo, José Serra (PSDB), que ainda lidera.

A ministra Dilma cresceu 13 pontos percentuais. Em dezembro de 2009, ela tinha 17% das intenções de votos. O governador de São Paulo permanece na liderança, mas com 3 pontos percentuais abaixo do registrado na pesquisa anterior. O deputado Ciro tinha 13% das intenções em dezembro, oscilando 2 pontos percentuais dentro da margem de erro, e Marina Silva manteve os mesmos 6% registrados há três meses.

Pelos números da pesquisa, Dilma ainda viu seu índice de rejeição despencar de 41% para 27%. A rejeição de Serra também recuou, de 27% para 25%.

Preferência pelo candidato do Lula

A pesquisa aponta também que 53% dos entrevistados preferem votar em um candidato à Presidência da República que seja apoiado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, 10% querem um candidato de oposição e 33% afirmam que não levarão em conta a posição do presidente ao votar.

Por outro lado, 42% desconhecem quem Lula apoia para as eleições deste ano (39% não souberam responder e 3% afirmaram o nome de outros candidatos) e 58% disseram que o presidente apoia a ministra-chefe da Casa Civil e pré-candidata do PT, Dilma Rousseff.

A pesquisa foi realizada de 6 a 10 março e foram entrevistados 2002 eleitores de 16 anos ou mais em 140 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Fonte: Site PT Nacional



Um comentário:

coquetelmolotov disse...

Publicado em Política

A tão propalada pesquisa do Ibope/CNI que traz um estupendo crescimento da ministra-titânia Dilma Rousseff na preferência do eleitorado, vejam vocês, foi impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral.
Está no site do TSE. O ministro reletor é Aldir Passarinho Júnior. O processo não revela nem o valor da pesquisa, nem a origem do dinheiro.
Pesquisa realizada no período de 5 a 10 deste março. Total de entrevistados: 2002.
Sobre os dados relativos aos municípios e bairros abrangidos pela pesquisa, o ‘Arquivo com Detalhamento dos Municípios (para os casos em que o detalhamento é muito extenso)’ não foi informado; a ‘Data da apresentação dos dados de Detalhamento dos Municípios à Justiça Eleitoral’ também não.
O curioso é que o nome de Dilma Rousseff está em todos os questionamentos, enquanto que o de José Serra não. E são várias as perguntas que induzem ao candidato do presidente Lula. E mais: provoca o que melhorou na vida das pessoas, o que melhorou no país…nesse império Lula da Silva.Clique Aqui para baixar o Questionário (no final da página – lado direito – você encontra o link).
Ou seja: o TSE e o IBOPE devem a explicação por que a pesquisa foi rejeitada, impugnada. A pesquisa vale, ou não vale? Se está impugnada, por ter sido divulgada fora do prazo?
Segundo o advogado Érick Pereira, a impugnação não gera suspensão da publicação da pesquisa. A não ser que fosse feita uma representação com pedido de liminar.